Então você decidiu que deseja ser um empreendedor, e está muito animado! A promessa de trabalhar para si mesmo, não ter a obrigatoriedade de bater o ponto, e conectar-se com uma tribo de pessoas que você gosta… os benefícios de uma vida empresarial. Por isso não é de admirar que você queira experimentar essa vida. Afinal,  um estudo recente da Kauffman Foundation  descobriu que 40% dos novos negócios são iniciados por mulheres jovens ( faixa etária entre 20 e 34 anos, também entre 35 e 44 anos têm crescido desde 2015).

Mas por onde começar? Dar os primeiros passos no empreendedorismo também pode parecer assustador. Para ter sucesso, é importante investir um certo tempo inicial para encontrar uma ideia de negócio que realmente funcione com você.

O negócio ideal será um que reuna sua paixão e habilidades, com uma necessidade que as pessoas têm (inicialmente pessoas que você gosta e se relaciona) e ter um produto ou serviço que essas pessoas irão pagar para ter de você.

A maioria das pequenas empresas crescem a partir da paixão de alguém. Mas muitos desses aspirantes a empresários falham porque começam com uma ideia muito genérica, mas não investem tempo para focar e planejar. Eles não sabem exatamente quem estão tentando alcançar, o que estão tentando fazer ou o problema que eles estão tentando resolver. Por falta de foco, não se diferenciam de todas as outras pessoas que iniciam empresas em áreas similares.

 

3 Maneiras de Encontrar sua Paixão Empreendedora

O foco é importante em todas as partes do seu negócio. Mas se você primeiro identificar sua paixão, as demais peças do quebra-cabeça serão mais fáceis de encontrar e montar. Isso porque, quanto mais você adora o que está fazendo, mais preparado estará para enfrentar as tempestades e os desafios inevitáveis de ser um empreendedor.

Agora, a ironia é que o foco começa por você fazer um brainstorming de uma lista de muitas idéias e paixões. Por quê? Porque a primeira ideia que você conhece pode não satisfazer outros critérios para o sucesso do negócio. Talvez sua paixão esteja em fazer um produto para o qual não há demanda real. Ou está em um mercado que já está saturado, ou você não pode fabricar a um preço que as pessoas paguem, etc.

Outra razão pela qual é inteligente examinar suas próprias paixões, é que pode ser fácil sentir-se atraído pela ideia de outra pessoa. Você vê um amigo ganhando dinheiro com Coaching, ou fornecendo salgados para festas, ou ainda vendendo produtos de revistas, e pensa: “Eu poderia fazer isso!”. E talvez você possa realente fazê-lo. Mas esse negócio se encaixa nas suas verdadeiras paixões?

Essas são todas as armadilhas comuns de explorar uma ideia de negócio. O objetivo é realmente se conhecer, saber o que te excita e motiva.

Então, vamos começar a fazer uma lista de paixões para sua aventura empresarial.

 

Concentre-se no que você ama

Faça uma lista de vinte coisas ou atividades que você ama ou que você é apaixonado. Não pense demais. Apenas escreva. Pode ser difícil chegar a vinte. Talvez a sua lista comece com “Estou apaixonado por ajudar as mães solteiras a encontrar uma boa habitação”, e no momento em que você chega a vinte, a única coisa que você pode pensar é “eu sou apaixonado por pizza”.

Este é um exercício de brainstorming (tempestade de ideias) e não existe certo ou errado. Ser apaixonado por pizza poderia algum dia entrar em um negócio. Tente não julgar o que você ama.

Em seguida, pense em sua infância. Que atividades, lugares, pessoas, assuntos sempre te empolgou? Quais foram seus hobbies? O que te animava mais? Férias escolares… subir árvores… sua coleção de bonecas? E sobre cada coisa que te fez feliz? Foram as pessoas que estavam por perto? O lugar onde você estava? A energia não material? Seja específico.

Agora, mentalmente, volte para o seu trabalho, todos os trabalhos que já fez, e tente lembrar se houve momentos em que você estava tão empenhado no que estava fazendo que perdeu a noção do tempo.

Mais uma vez, escolha elementos específicos dessa experiência que a tornaram tão envolventes. Lembre quem estava com você, o quê estava fazendo, quando, onde e por quê estava trabalhando e perdeu a noção do tempo. Talvez você estivesse trabalhando em uma loja de roupas durante a faculdade, e o tempo acabou voando no seu turno. Qual era essa experiência que você amava … trabalhando com as roupas e as cores? Interação das pessoas? Lidar com o dinheiro? Escreva tudo na sua lista.

No que você é bom?

Até aqui você deve ter uma lista de ideias de atividades, habilidades ou outros trabalhos da sua vida que você está apaixonado.

O próximo passo é olhar de forma realista sobre a forma como você está preparado para seguir com suas ideias. Para ter sucesso em um negócio construído em torno de qualquer uma dessas áreas, você precisará ter experiência ou condições de adquirir essas experiências.

Faça uma lista das habilidades que você tem agora. Em que você se destaca? Qual treinamento formal você tem e habilidades informais ou no trabalho você ganhou? Como se conectam com as paixões que você identificou? O que seria necessário para ter habilidades em uma paixão, que você identificou mas falta experiência nisso?

 

Procure sinergias criativas

Até agora você fez um incrível auto-exame, aprendendo muito sobre o que você ama e o que você sabe. Este é um trabalho importante para te ajudar a encontrar um nicho de negócio que seja exclusivo seu, e que você possa ganhar dinheiro

Agora você pode explorar maneiras criativas para suas paixões e habilidades se cruzarem, para criar uma ideia de negócio totalmente nova. Olhe para a sua lista de paixões e imagine colocar dois (ou mais) juntos. O que aconteceria se você combinasse um interesse em ervas medicinais com paixão pela escrita? E se você ama treinar na academia  e conversar com as pessoas, como seria trabalhar em um negócio próprio unindo isso?

Mantenha todas as suas idéias juntas, porque você provavelmente vai querer consulta-las novamente no futuro.

Começar um negócio pode ser assustador, mas você não precisa fazer isso sozinho. Certifique-se de ser algo que você gosta de fazer, e busque parcerias. Revender produtos com a sua própria margem de lucros é um bom caminho para começar. Precisa apenas de um investimento pequeno inicial, e depois você dita as regras.

E se você gosta de treinar, tem amigos que treinam e quer iniciar o seu próprio negócio com um baixo investimento, nós podemos te ajudar. Confira o nosso negócio de revenda de moda fitness. Clique aqui ou no banner abaixo: